Archive for novembro \25\UTC 2010

Falando sobre drogas.

25 de novembro de 2010

Falando sobre drogas.

Saiu na Folha de S. Paulo , inclusive com ilustração, assunto relativo ao CONSUMO DE ÁLCOOL PELAS MULHERES E COMO A DROGA AFETA SEU ORGANISMO.

Uma mesma dose de bebida alcoólica, pode fazer efeito, de maneira muito diferente, no organismo do HOMEM E NO ORGANISMO DA MULHER, ou seja pelo metabolismo da mulher ou seja suas funções orgânicas, a mulher IRÁ SE EMBRIAGAR MAIS RÁPIDO QUE O HOMEM.

VEJAMOS COMO O ÁLCOOL FUNCIONA NO ORGANISMO DA MULHER, E SEUS EFEITOS:

Em sofrerá muito mais que as mais jovens . Com a idade, as enzimas hepáticas que metabolizam o álcool, ou seja o fígado irá sofrer mais pois as tais enzimas estão menos potentes para diluir o álcool ingerido.

Água: As mulheres tem um volume muito menor de água em seu organismo do que o homem, daí, o álcool FICA MUITO MAIS CONCENTRADO NO SANGUE.

Estômago: A concentração de da ENZIMA ALDH, que é responsável pela oxidação do álcool, é menor. A bebida ingerida é metabolizada mais lentamente, ou melhor, a bebida ira permanecer no estômago por mais tempo, e por isto o organismo ira absorver, reter, uma quantidade MAIOR da DROGA.

Gordura: não vamos falar de contornos físicos, mas da quantidade natural de gordura que a mulher tem em seu organismo.

R I S C O S :

VULNERABILIDADE: As mulheres começam a beber MAIS TARDE ( em tese, sem generalizarmos), que os homens, mas as conseqüências aparecem muito mais cedo.

CIRROSE: O risco de desenvolver a doença nas mulheres é muito maior, por tudo que mencionamos acima. Mais de 14 doses por semana, já trazem um risco muito maior de danos á saúde das mulheres. Os homens necessitam de pelo menos 21 doses por semana, para que o risco de problemas hepáticos apareçam, ou seja o risco de contrair cirrose só irá surgir com tal quantidade de doses, ou mais um pouco.

CÂNCER: O RISCO DE TER CÂNCER DE MAMA É 30% maior em mulheres que bebem DUAS OU MAIS DOSES POR DIA.

VÍCIO: As mulheres podem desenvolver o vício em CINCO ANOS, já os homens levam em média DEZ  ANOS.

FONTES de estudos: Márcia Fonsi – enfermeira – Ana Beatriz Pedriali Psicóloga e Marcelo Santos Cruz Psiquiatra. Matéria publicada No jornal FOLHA DE S. PAULO, caderno cotidiano no dia 25 de novembro de 2010, quinta feira.

 

Comentários:

Segundo o Dr. TÉRCIO CHAGAS TOSTA, “ O ALCÓOLATRA é um doente da sua personalidade, tendo o alcoolismo como enfermidade secundária, mas deve ser encarado como paciente e deve ser tratado por um médico.”

Esta é a visão do médico psiquiatra, Dr. Tércio Chagas Tosta, Médico que trabalhava ou ainda trabalha com estudos ou mesmo com a recuperação de alcoólatras, tendo portanto vasta experiência neste ramo. E o Dr. Tércio cita ainda que a melhor maneira de tratar o relacionamento interfamiliar, com o alcoólatra é relacionar-se com ele é o papel da terapia de grupo. E cito como exemplo a maneira que a IGREJA PRESBITERIANA INDEPEDENTE DE FREGUESIA DO Ó LIDA COM OS DEPENDENTES DE TAL VÍCIO E DE OUTROS VÍCIOS TÃO OU MAIS DANOSOS QUE O ÁLCOOL. A ASSOCIAÇÃO DESPERTAR EM FAMÍLIA , trabalha conforme já citamos em outros comentários, com o dependente tendo contato com outros dependentes, mesmo que sejam de drogas ilícitas, pois o álcool e cigarro são as chamadas drogas lícitas pois são vendidas , com restrições, é, verdade mas na prática tais restrições são de maneira sistemática ignoradas pelos jovens e os adolecentes que se valem de recursos e subterfúgios escusos para obter tais drogas através de adultos que convivem com eles, e que são pessoas que por demonstrar tal solicitude passam a ser vistos como “ amigos”, que com o tempo irão lhes trazer as drogas ilícitas, mas voltando á maneira que a Associação despertar em família atua, é semelhante ao recomendado pelo Dr. Tércio, pois reunimos usuários em separado de  seus familiares pois, desta forma e em grupo de iguais natureza, ou seja reunidos os viciados em um grupo se parado eles se abrem com mais desenvoltura, com menos medo de expor, e com mais naturalidade falam de todo deu drama, tempo de uso, quais drogas consomem, e alguns pelo clima da reunião estar descontraído e por que outros se abrem, chegam a citar até se cumpriram pena trancafiados, e o motivo de tal condenação, seja roubo, as vezes, de estranhos ou se roubaram suas próprias famílias.

Temos visto ao longo dos DEZESSEIS ANOS de existência do trabalho, desta Entidade, que não visa LUCROS, ao contrário põe do próprio fundo, de ajuda de voluntários ou de associados membros da IGREJA PRESBBITERIANA INDEPENDENTE DE FREGUESIA DO Ó, que além de ceder o espaço do Templo e de seu salão social, e de sua secretaria, ainda conta com voluntário que todas as sextas feiras se reúnem com novos visitantes, assim chamados pois a opção de se RECUPERAR é um ato totalmente de foro íntimo da pessoa, que irá se submeter ao que é extipulado pela Associação, e irá se comprometer a cumprir de forma voluntária, de maneira totalmente espontânea ou não irá para Chácara em regime separado de seus familiares e de toda sua rotina, pois de outra forma o tratamento se torna sem efeito, e irá virar o que o Dr. Tércio chama de PINGUE-PONGUE, onde pacientes ou internos vão e voltam o tempo todo sem se decidir o que querem para o seu futuro. E os familiares, reúnem-se com outros membros da Associação, para que todo desenvolvimento entre ela a Associação e as duas partes tenham todas as informações possíveis para que a pessoa a ser tratada, não venha no futuro juntamente com a família, a dizer que não era aquilo que se apresentou como verdade, no desenvolvimento das reuniões tanto com família como com “o paciente”já interrnado.

Breve continuaremos, com este assunto.

Para sua meditação sugiro, ler em Colossenses capítulo 4 todo ele, mas fique com o verso de número seis ( 6 ).